(Alguem me pediu este testemunho…e eu decidi deixo-lo aqui, pois penso que é importante para muitos jovens e não só, que praticam desporto em ginásios.)
Eu já pesei 100 kgrs. Depois de muitas tentativas e de tomar tudo o que me vendiam, decidi ter uma alimentação saudável e durante 1 ano consegui perder quase 40 kgrs. Só com base na alimentação.
Obviamente que quando se perde 40 kgrs, acabamos por ficar com peles e flácida, por isso recorri a médicos para resolver o problema. Todos eles me diziam que teria que ser operada para tirar o excesso de pele. Mas como sou totalmente contra operações estéticas e/ou cirurgias, decidi recorrer a algo que poderia atenuar os danos daquele excesso de peso do passado, que foi provocado por um descontrole hormonal na minha ultima gravidez.

 

pexels-photo-868483.jpg
Decidi ir para o ginásio.
Quando me inscrevi, expliquei toda a minha situação e cheguei ao ginásio com 60 kgrs o peso ideal para a minha altura. A questão não era emagrecer, simples e unicamente tonificar o corpo.
Foi-me aconselhado um PT . Eu acedi porque odeio estar sozinha numa passadeira e adoro conversar. Não foi por snobismo e muito menos por desejar ter um treino especial. Só desejava fazer algum exercício.
No inicio tudo parecia correr bem. Passados dois meses, o meu PT começou a solicitar que eu toma-se este um ou outro produto que ele trazia , com a desculpa que era natural e que eu necessitava por causa do treino que estava a fazer .

Quando saia do ginásio, comecei por ter necessidade de um gelado. Comecei a comer gelados de limão. Passado uns meses, já saia e corria para o Celeiro e comia 4 barras de chocolate branco e quase uma dúzia de barras energéticas.
Queixei-me diversas vezes da necessidade de açúcar que o meu corpo exigia. Parecia uma viciada. Se me perguntarem se estava a engordar…Não estava. Mas as formas do meu corpo não me estavam a agradar e dizia isso constantemente. A desculpa para isso, por parte do PT , era que eu tinha uma genética muito forte a nível muscular e que ao treinar os músculos o corpo exigia açucares e mais uma vez vinha com outros produtos novos para eu tomar.
Comecei a reparar que levantava mais peso que muitos “musculados”  Referia-me a isso e a resposta era a mesma : Era a genética.
Os dias passavam e os pesos que suportava eram diariamente aumentados.
Um dia, decidi terminar com os produtos energéticos, comprimidos, batidos, chocolates.
No dia seguinte entrei no ginásio e nem 5 minutos de remo consegui fazer.
Tinha tonturas, estava sem energia, sem força .
Decidi (tardiamente), a questionar a situação. Falei com amigos da área do desporto e fui com um amigo a um ginásio. O dono do ginásio tinha a minha idade, praticava desporto á 25 anos e espantem-se …Menos massa muscular que eu !
Ele só me perguntou se estaria a treinar para fazer segurança 🙂
Nunca me fizeram nenhuma avaliação durante quase dois anos de ginásio com um PT . Nunca me deram qualquer documento sobre o meu treino . E eu, totalmente parva estava a fazer musculação pura e dura com produtos indutores de energia.
Os danos para a minha saúde ainda não estão totalmente avaliados . Desde cardiologistas , a médicos de diversas áreas de medicina. Todos eles tentam entender a minha tensão arterial, todos eles tentam terminar com o vicio em produtos enérgicos .
Este meu testemunho, é um alerta aos jovens que praticam ou desejam praticar desporto.
NUNCA usem produtos ou medicamentos (mesmo os ditos naturais) para se sentirem melhor, para retirar as dores musculares, para delinear músculos , para dar energia, como eu usei.
O exercício físico deve ser ministrado por pessoas de total confiança e nunca deve ser baseado em produtos indutores para o mesmo.

Basta uma alimentação saudável.
O que passei ao tentar acabar com a dependência desses produtos, é idêntico ao que passa qualquer outro viciado.
Os danos, como disse, ainda estão a ser avaliados e já passaram alguns anos.

Hoje já consigo efectuar exercício com alguma regularidade. No entanto, os resultados demoraram. Não apareceram com a facilidade do passado.  Mas sinto-me bem. Nunca mais tomei qualquer suplemento ou produto de qualquer espécie.
Estamos numa sociedade consumista, aonde tudo se vende e tudo se compra.

Mas existe algo que não podemos comprar : A  saúde. Podemos somente a cuidar do corpo e da mente para cuidar dela.

 

Paula Gouveia 2014

Anúncios

Mãe, Mulher, Empresária. Simplesmente Eu e as palavras, que me aquecem a alma e me fazem sorrir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: