Vítima

Quando ouviu a ‘palavra’ dita por quem a estava a questionar sobre as nódoas negras …

Revoltou-se.

Vítima ?

Soava a fragilidade.

Não . Ela, não era frágil .

Ela, era forte .

Pois tentou fugir de um cobarde.

O mundo exige que a qualificação seja a de vítima .

E somos .

Mas quando ouvimos a palavra , ficamos mais frágeis do que já estávamos .

Parece que nos tornamos em milhões de pedaços bem finos de vidro estilhaçado.

O véu que escondia a violência sobre as mulheres em Portugal, foi levantado.

Estamos perante uma calamidade .

Calamidade que sempre existiu . Encoberta pela vergonha , pela cobardia, pelos lobbys , pelo machismo.

Hoje, o machismo encoberto em Portugal, dá sinais de descontrolo total .

Eles, não aceitam que elas se queiram separar .

Eles, não aceitam que elas sejam independentes .

Eles, não aceitam que elas se apaixonem e terminem a relação para viver um outro amor .

Eles, não aceitam que elas vivam com outro homem.

Eles, não aceitam que elas tenham amigos .

Eles, não aceitam que elas trabalhem até tarde .

Eles, não aceitam que elas tenham que viajar sozinhas .

Eles, não aceitam que elas sorriam para vida e para os outros .

Não.

Não aceitam .

Mas existe outro fenômeno :

Eles ( os covardes machistas ), procuram mulheres sozinhas , independentes e com uma vida desafogada .

Elas apaixonam-se .

E aí começa o martírio .

Eles usam a fragilidade emocional e a capacidade de cuidar de todos á sua volta , para conseguir algo que deslumbra a maioria :

Dinheiro .

E como o conseguem o vil metal, através de uma mulher forte , independente e inteligente ?

Usando a única vantagem que possuem : A violência.

A ‘arma’ que culturalmente e socialmente lhes foi fornecida .

São eles, que maioritariamente vão á tropa. São eles, que sabem manejar uma arma . São eles, que lutaram com os colegas na rua . São eles, que são ensinados a ‘esmurrar’ desde muito cedo .

E fisicamente nasceram com corpo e força de guerreiros. Mas a natureza forneceu-lhes esta ‘arma ‘ para conquistar terras e comida , não para matar mulheres.

Assim, usam a única ‘arma ‘ e vantagem que possuem perante as mulheres :

A força , a violência e a cobardia .

Uma mistura explosiva , que só terminará quando eles tiverem a certeza que ao levantar a mão a uma mulher , ao usarem uma arma contra uma mulher , ficarão privados durante muitos anos da sua liberdade .

Até lá …Vão continuar a pensar que ameaçar , bater , matar, é o meio de dobrar um outro ser humano. Ser humano, que tem a obrigação de ser submisso segundo os ditames machistas .

Neste momento, existem milhares, milhões de mulheres destruídas psicologicamente dentro de quatro paredes .

Cheias de receio e medo . Pela sua integridade física , pela integridade dos seus filhos , pelo futuro , pelo dia de amanhã …

Neste exacto momento, existem milhares de mulheres que em lágrimas escondidas e na sua solidão, estão a arrumar a cozinha e a tratar dos filhos, escondendo as nódoas negras e a dor no coração .

E não existam ilusões !

Amanhã de manhã , levantam-se, vestem-se, tentando esconder a dor e irão dirigir uma empresa, limpar umas escadas, fazer um programa de televisão , vestir uma toga ou um avental de cozinha .

Elas , as mulheres que são vítimas estão em todo o lado.
Não existem estereótipos que as definam . Somente têm algo em comum :

Tiveram o azar, num qualquer dia perdido do seu passado, de tropeçar numa besta cobarde .

Anúncios

Mãe, Mulher, Empresária. Simplesmente Eu e as palavras, que me aquecem a alma e me fazem sorrir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: